Remansense passa no mais concorrido vestibular do Brasil, o da FUVEST, e vai estudar Direito na USP.

Família Coelho Régis - Central da Pizza

João Henrique de Souza Coelho Régis – Comemorando com a família o resultado do vestibular da FUVEST – Direito-USP.

Uma observação sobre a matéria do jornalista Carlos Laerte (texto abaixo), para fazer justiça:  João Henrique de Souza Coelho Régis é de Remanso-BA, filho do ex vice-prefeito Hugo Coelho Régis. Não tem muita ligação com “os Coelho” de Petrolina, apesar do nome muito parecido (ficou sem o Régis no texto).

Aluno do colégio Plenus é aprovado na FUVEST e vai cursar Direito na Universidade de São Paulo (USP)

JOAO_HENRIQUE
O estudante petrolinense João Henrique de Souza Coelho, de 18 anos, foi um dos 392 aprovados na FUVEST para cursar Direito na Universidade de São Paulo (USP), a mais conceituada instituição de ensino da América Latina. Aluno do colégio Plenus, ele conta que para alcançar seu objetivo praticamente “morou na escola”.

Aprovado no segundo curso mais concorrido da universidade paulista, atrás apenas de Medicina, João Henrique alcançou 658,2 pontos na média geral absoluta e 82 em redação. O que lhe reservou o 194º lugar entre os novos calouros. “Passar em Direito na USP foi meu único alvo, então me dediquei bastante. Em 2017, quando estava me preparando, participei de vários simulados do Plenus, das bancadas de redação, das provas semanais. Eu passava o dia na sala de estudos do colégio”, relata.

Tendo superado a concorrência de 10.742 vestibulandos só em Direito, o rapaz afirma que seu objetivo é a USP porque é a universidade com maior peso no país. “Ela está no topo das qualificações, nível educacional e é a mais procurada. É uma faculdade tradicional e que tem uma das melhores avaliações de mercado do Brasil, então por mais que eu passasse em outras, meu objetivo era ela”, explica João Henrique, que também foi aprovado em instituições como UNIVASF, UFPE e UFPR, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O jovem sempre teve facilidade nas áreas de Português, Literatura, Redação e Matemática. Mas, segundo ele, as ciências exatas da FUVEST tiveram um alto nível de dificuldade. “As questões do vestibular da USP foram mais difíceis que as demais que respondi no ENEM, por exemplo, o que me fez prestar mais atenção aos enunciados”, comenta.

De acordo com o aluno, a “bagagem acadêmica” que adquiriu na escola em 2017 foi determinante para seu êxito. “Cara, a qualidade educacional dos professores do Plenus por si só já é muito relevante. Mas, para além disso, recebíamos todo apoio necessário, tínhamos educadores sempre disponíveis seja no colégio ou em aplicativos. Tudo isso me fez sentir mais confiante”.

Para a Diretora Pedagógica do Plenus, Sílvia Santos, a aprovação de João Henrique na USP é o coroamento da proposta educacional do colégio. “Sempre buscamos dar todo apoio e estrutura aos nossos alunos, para que eles possam alcançar seus objetivos. O Plenus não brinca com sonhos. Aqui, nós acreditamos que cada ação bem realizada, com foco no futuro de nossos estudantes, produzirá excelentes resultados”, salientou.

Em números parciais, a gestora ressalta que até agora o colégio já conseguiu uma grande aprovação nas principais universidades do Vale do São Francisco e do país, com vários alunos tendo alcançado as primeiras colocações em cursos como Medicina, Direito, Engenharia, Ciências da Computação, dentre outros. “Para nós isso é motivo de comemoração, uma vez que reforça nosso comprometimento e nos consolida de vez como a melhor escola de Petrolina e a 19ª de Pernambuco”, conclui.

 

Em Remanso João Henrique estudou na Escola Girassol.

Hugo Régis, José Hugo e Sheila Fabrini - Central da Pizza

Hugo Régis, José Hugo e Sheila Fabrini – Pais e irmão de João Henrique, felizes com a aprovação de João Henrique.

João Henrique, Tovinho Régis, Caio, Letícia e Mariana - Centr

Denise Reges, João Henrique, Tovinho Régis, Caio Coelho Régis, Letícia Régis e Mariana Régis.

Anúncios

Nona Noite do Novenário

Nona Noite de Novena de Nossa Senhora do Rosário

A última noite do novenário de Nossa Senhora do Rosário foi presidida pelo bispo da Diocese de Juazeiro, Dom Carlos Alberto Breis (Dom Beto), e concelebrada pelos padres José Benedito, Edmundo, Josemar Mota e João Borges. O subtema escolhido para a reflexão foi “Maria, a Mãe do Rosário, nos quer cultivando e guardando a Criação”. Noiteiros: famílias, ECC, Ministros (as) da Eucaristia, Comunidades do Interior, Visitantes, Filhos (as) de Remanso residentes em outras cidades e pescadores e pescadoras.

Nona Noite de Novena de Nossa Senhora do Rosário

Refletindo o Evangelho de domingo (Mt. 22, 34-40), Dom Beto afirmou que amar não é simplesmente gostar. “Amar é sair de si. Amar é colocar-se no lugar do outro”. Deus não apenas gosta de suas criaturas; Ele as ama profundamente e verdadeiramente. “Todo amor é sem medida”.

Quando os fariseus questionaram Jesus sobre qual seria o maior mandamento da Lei, eles não o interrogaram como discípulos que querem aprender com seu mestre; pelo, contrário questionaram Jesus para experimentá-lo, isto é, colocá-lo numa contradição para depois poderem condená-lo. E Jesus respondeu: “Ame ao Senhor seu Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma e com todo o seu entendimento e ao seu próximo como a si mesmo”.

Com essa resposta, afirmou Dom Beto, Jesus quis mostrar que o amor possui duas dimensões: uma vertical (a relação da pessoa com Deus) e uma horizontal (a relação da pessoa com o outro). Essas duas dimensões, continuou o bispo, não podem ser separadas, ou seja, não podemos dizer que amamos a Deus sem sermos capazes de nos colocarmos no lugar do outro para poder sentir a sua dor.

“O cuidar da Criação é uma forma de amar o outro”, afirmou Dom Beto. Não há expressão de amor a Deus que não passe pelo cuidado e guarda da Criação. “A festa da padroeira é essa grande ocasião de a gente olhar para Maria e dizer: queremos como ela entrar numa lógica diferente [que rompa com a lógica do egoísmo, do utilitarismo]. E a relação com as criaturas é um caminho indispensável para a gente viver a intimidade com Deus, o amor a Deus, amando tudo aquilo que Ele fez, cultivando, guardando todas as suas criaturas”.

Texto: Marcos Paulo.

Fotos: Tovinho Régis

Veja mais fotos:

Nona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do RosárioNona Noite de Novena de Nossa Senhora do Rosário

Oitava Noite do Novenário.

IMG_9069

O subtema da penúltima noite do novenário de Nossa Senhora do Rosário foi “No Brasil, quero ver o direito brotar e correr a justiça qual riacho que não seca”. Noiteiros: Pastoral da Criança, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral Carcerária, profissionais da saúde, grupo AA, CAPS, Vicentinos e quadras 07 e 10. A reflexão foi feita por Pe. Josemar Mota.

IMG_9052

Refletindo um trecho do Evangelho de Lucas (4, 14-21), Pe. Josemar afirmou que todo o projeto de Jesus se resume na promoção da dignidade da pessoa humana. Dessa forma, é dever de todo cristão assumir este projeto, pois ao ser batizado, ele recebe o Espírito Santo de Deus para dá continuidade a missão libertadora de Jesus.

Mas em que consiste a missão de Jesus?, questionou Pe. Josemar. Ela consiste em anunciar a Boa Notícia aos pobres, proclamar a libertação aos presos, recuperar a vista dos cegos, libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do senhor. É por isso que a Igreja faz uma opção preferencial pelos pobres, pois são eles os preferidos de Deus, aqueles que mais necessitam de justiça e de direitos.

O que deve distinguir a comunidade católica é seu compromisso com a justiça e com o direito, destacou Pe. Josemar. Ele disse também que devemos nos organizar, enquanto sociedade, nas associações, sindicatos, pastorais e movimentos sociais tendo em vista a promoção da justiça e do direito.

IMG_9135

Maria é fonte de inspiração na luta por uma sociedade justa, fraterna e solidária, pois no seu canto Ela garante que Deus realiza proezas com seu braço, dispersa os soberbos de coração, derruba do trono os poderosos, eleva os humildes, aos famintos enche de bens e despede os ricos de mãos vazias.

Texto: Marcos Paulo.

Fotos: Tovinho Régis

Veja mais fotos:

IMG_9167IMG_9164IMG_9163IMG_9162IMG_9160IMG_9155IMG_9149IMG_9147IMG_9144IMG_9143IMG_9142IMG_9140IMG_9139IMG_9135IMG_9130IMG_9126IMG_9125IMG_9124IMG_9122IMG_9118IMG_9115IMG_9114IMG_9112IMG_9107IMG_9106IMG_9105IMG_9102IMG_9101IMG_9100IMG_9099IMG_9098IMG_9097IMG_9095IMG_9092IMG_9089IMG_9086IMG_9070IMG_9069IMG_9064IMG_9062IMG_9057IMG_9052IMG_9050IMG_9046IMG_9044IMG_9041IMG_9037IMG_9035IMG_9034IMG_9033IMG_9032IMG_9031IMG_9030IMG_9029IMG_9026IMG_9025IMG_9024IMG_9021IMG_9019IMG_9014IMG_9013IMG_9010IMG_9007IMG_9006IMG_9001IMG_8997IMG_8995IMG_8994IMG_8993IMG_8992IMG_8991IMG_8988IMG_8981IMG_8980

Quinta Noite do Novenário

Roberto Malvezzi (Gogó) - Nona noite do Novenário de Nossa Sen

“O que fazer para revitalizar o rio São Francisco que agoniza?” Esse foi o subtema da 5ª noite do novenário de preparação para a festa de Nossa Senhora do Rosário. O pregador da noite foi Roberto Malvezzi (o Gogó) e os noiteiros: dizimistas, Pastoral Catequética e Crianças, Jardim Santo Afonso, Loteamento Jardim Explanada, Rádio Comunitária Zabelê FM, Pascom e Quadras 19 e 20.

Refletindo o Evangelho de Lucas (12, 42 – 48), Roberto Malvezzi lembrou que é muito comum as pessoas se darem conta dos problemas apenas depois que eles acontecem. Porém, o Evangelho vem mostrar que a comunidade cristã deve estar sempre atenta aos desafios que se apresentam, como, por exemplo, o de cultivar e guardar a Criação, bem como o de preservar as águas, em especial, as águas do Velho Chico.

“A figura de Maria, na piedade popular, está muito ligada aos elementos da natureza”, afirmou o pregador da noite. Ela sempre aparece às pessoas mais humildes e simples, como é o caso de Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Grotas, Nossa Senhora de Guadalupe e Nossa Senhora de Nazaré. Disse ainda, citando o papa Francisco, que “Deus nos fala através de suas criaturas”.

Ademais, Gogó lembrou o desmatamento, que fere de morte o rio São Francisco e as criaturas que vivem nele. Cada pessoa pode e deve fazer sua parte no sentido de cuidar e preservar o rio São Francisco, no entanto é sempre bom lembrar que as empresas que mais ganham com a exploração do Rio São Francisco são as que menos contribuem com a sua preservação.

Nona noite do Novenário de Nossa Senhora do Rosário

A despeito da dimensão do desafio de revitalizar o rio São Francisco, não podemos perder a esperança; pelo contrário, devemos agir hoje tendo em vista a qualidade de vida das gerações futuras.

Um dos momentos mais significativos da 5ª noite do novenário foi, sem sombra de dúvidas, a súplica à água, quando dos devotos de São José cantaram pedindo chuva para a nossa região.

Texto: Marcos Paulo.
Fotos: Tovinho Régis

Veja mais fotos:

Nona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioJuliana, Janaína, Júlia e Carmelita Rocha - Nona noite do NoveNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioLizi Maeli - Nona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioRoberto Malvezzi (Gogó) - Nona noite do Novenário de Nossa SenLuila e Ênio Moura - Nona noite do Novenário de Nossa SenhoraNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioRoberto Malvezzi (Gogó) - Nona noite do Novenário de Nossa SenNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do RosárioNona noite do Novenário de Nossa Senhora do Rosário

Terceira noite do novenário de Nossa Senhora do Rosário.

3ª Noite de Novena

Com o tema “Alegrar-se com a bondade de Deus vivendo e convivendo na Caatinga”, aconteceu nesta segunda-feira, 23/10, o terceiro dia de novena da Padroeira de Remanso, Nossa Senhora do Rosário. Os noiteiros foram os comerciantes, comerciários, feirantes, Vila São Francisco, Vila Santo Agostinho, Área Industrial, Vila Matilde e Quadras 01 e 04.

3ª Noite de Novena

Padre João Sena, celebrante desta terceira noite.

O celebrante da noite foi o Padre João Sena, da Paróquia Bom Jesus e São Benedito, de Curaçá-BA, e contou com a participação de vários padres de cidades vizinhas (padre Valdimiro, padre Ibis Cassius, padre Donizete), além do padre Edmundo e do padre José Benedito, pároco de Remanso.

3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena

Como sempre, as novenas de Remanso são muito bonitas, com a participação ativa dos noiteiros e da comunidade como um todo. Sempre tem uma bela apresentação relacionada ao tema da noite encenada pelos jovens remansenses.

3ª Noite de Novena

Um problema que provocou a falta de energia na cidade acabou fazendo com que a noite ficasse mais bonita ainda. As milhares de pessoas presentes ligaram as lanternas dos seus celulares, iluminando a praça e todos cantaram à capela algumas canções, encerrando com o hino da Padroeira de Remanso (veja um pequeno trecho abaixo).

Veja mais algumas fotos:

3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena3ª Noite de Novena

Remanso comemora 117 anos de emancipação política

IMG_9588_BLOG

Na última quarta-feira, 09 de agosto, aconteceram as comemorações pela passagem dos 117 anos de emancipação política de Remanso, Bahia. O dia começou com uma alvorada e queima de fogos em vários pontos da cidade.

Às 7h houve o hasteamento das bandeiras de Remanso, da Bahia e do Brasil. O vice-prefeito João Neto foi o escolhido para içar a bandeira de Remanso, o vereador Savinho Castro a bandeira da Bahia e o tenente Gillianderson a bandeira do Brasil. Após o hasteamento das bandeiras aconteceram as apresentações da Fanfarra do Colégio Estadual Coronel Olímpio Campinho e dos capoeiristas da Uniarte e do Colégio Municipal Ruy Barbosa.

Os políticos e convidados participaram de um café da manhã na Secretaria de Educação do município.

Noite de poesias em homenagem à cidade de Remanso

117 Anos de Remanso

Vencedores do Concurso de Poesia: Emanuel, Renilda Teixeira (diretora), Ana Júlia Pereira, Maria Vitória e Ana Júlia Farias.

Ainda pelas comemorações dos 117 anos de Remanso, à noite, aconteceu o Sarau Festivo da 5ª Edição do Concurso Zabelê de Poesias, realizado pela Rádio Comunitária Zabelê FM, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Eventos. Foram doze poesias de estudantes de quatro colégios da rede municipal de ensino, onde os três primeiros colocados foram premiados.

O tema do concurso (festival) de poesias foi “Uma cidade de encantos”. Os estudantes defenderam suas poesias sob os aplausos das respectivas torcidas. Uma disputa muito animada e a premiação ficou assim:

1º lugar: Ana Júlia Farias Barbosa, aluna do Colégio Municipal Eraldo Tinoco Melo;

117 Anos de Remanso

Ana Júlia Farias Barbosa

2º lugar: Emanuel Marcos Monteiro dos Santos, aluno do Colégio Municipal Ruy Barbosa;

117 Anos de Remanso

Emanuel Marcos Monteiro dos Santos.

3º lugar: Ana Júlia da Silva Pereira, com interpretação de Maria Vitória Silva Jordão, alunas do Colégio Municipal Ruy Barbosa.

117 Anos de Remanso

Ana Júlia Pereira e Maria Vitória, 3ª colocada.

Logo depois do concurso de poesias o GCUCA  apresentou o Terno dos Apaches, uma antiga tradição remansense.

A noite ainda teve a participação especial do sanfoneiro Márcio e sua banda, do Vitor com a Banda Dezayme, Tom da Bahia e a apresentação da Orquestra Municipal 9 de Agosto.

Fotos: Tovinho Régis

Praça lotada no segundo dia de Novena de Nossa Senhora do Rosário

img_6849

Nesta terça-feira, 22/10, segundo dia do novenário de Nossa Senhora do Rosário, a praça Manoel Firmo Ribeiro ficou lotada de fieis para acompanhar o Padre Guilherme Mayer, pároco da Paróquia Santo Antônio, de Pilão Arcado, na discussão do sub-tema “Sem saneamento básico, ‘nossa casa comum’ deixa de ser um bom lugar para viver”.

img_6900

Ação de Graça, hora das belas encenações durante a Novena.

Todas as noites a participação da comunidade é fundamental para o bom andamento da novena. Sempre tem alguma novidade durante a celebração, com várias encenações ligadas à temática do novenário. A hora da Ação de Graça é um dos momentos mais esperados, devido às surpresas que os noiteiros sempre trazem para este momento.

Os noiteiros deste sábado foram: Pastoral da Criança, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral Carcerária, Profissionais da Saúde, Grupo AA, CAPS, Vicentinos e Quadras 07 e 10.

As fotos de que destaco para hoje (as outras estou postando no meu Facebook:

img_6948img_6944img_6938img_6931img_6919

img_6978img_6975img_6973img_6968img_6948img_6944img_6938img_6931img_6919img_6911img_6908img_6907img_6887img_6877img_6865img_6856img_6853img_6845img_6828img_6826img_6822img_6815img_6808img_6804img_6799img_6797img_6792img_6788img_6787img_6783img_6782

img_6785

Começa o Novenário de Nossa Senhora do Rosário, em Remanso-BA

img_6603

Ontem, 21/10, começou o novenário de Nossa Senhora do Rosário, em Remanso, Bahia. Com o tema “Iluminados pela palavra de Deus, cuidemos da ‘Nossa casa comum'”, os devotos de Nossa Senhora do Rosário estarão em festa até o próximo dia 30, quando encerra-se a festa da Padroeira com a procissão pelas ruas da cidade.

img_6591

O tema de ontem foi “Casa comum, nossa responsabilidade”. O celebrante da noite foi o padre Isael Brito, da Paróquia Catedral Diocesana Nossa Senhora das Grotas, de Juazeiro. Noiteiros: Legionários(as), Rosário Permanente, Carismáticos, Minstros(as) da Eucaristia, Terço dos Homens e Quadras 09, 11, 13 e BNH.

A primeira noite já contou com a presença de muita gente e a tendência e aumentar a participação à media em que os dias vão passando.

Quem quiser acompanhar o novenário ao vivo é só seguir um dos sites listados a seguir (vídeo e rádio):

http://www.zabelefm.com.br

http://www.remansonoticias.com.br

http://www.remanso.net

Vejam mais algumas fotos:

img_6780img_6779img_6775img_6771img_6770img_6768img_6758img_6748img_6747img_6737img_6736img_6733img_6694img_6693img_6688img_6669img_6639img_6627img_6612img_6611img_6601img_6595img_6592img_6580

Com gol de Brenner Remanso vence Santaluz por 1 a 0

Remanso 1 x 0 Santaluz

No último domingo (16/10) a seleção de Remanso venceu a seleção de Santaluz pelo placar de 1 a 0, jogo válido pela terceira fase do Intermunicipal Baiano de 2016, realizado no Estádio Municipal Walter Dias Ribeiro, em Remanso.

O Jogo

As duas seleções invictas fizeram um jogo difícil, com os luzenses catimbando bastante. A primeira etapa teve alguns lances perigosos, tendo como principal lance o gol perdido pelo meia atacante Rodrigo (11) aos 13 minutos. Os remansenses, como era de se esperar, procuravam mais o gol, enquanto os luzenses demonstravam que o empate já seria bastante para as suas pretensões.

A segunda etapa começou já com a expulsão do centroavante Marcelo Muritiba aos dois minutos. Somente aos 29 minutos saiu o único gol da partida, marcado por Brenner, após a cobrança de escanteio feita pelo lateral esquerdo Marcelo. Ambos haviam entrado no decorrer da partida. No finalzinho do jogo a seleção luzense passou a pressionar os remansenses, mas não conseguiu chegar ao empate. Já nos acréscimos da partida o técnico Beto Oliveira foi expulso e, junto com Marcelo Muritiba, serão as principais baixas para o jogo de volta no próximo domingo (23/10) no estádio Milton Góes, em Santaluz. Após o encerramento da partida o atleta Murro Pinho Santos, camisa número 04, recebeu cartão vermelho. Achei estranho o nome, mas é assim que está anotado na súmula.

Com o resultado desta partida a seleção de Remanso joga pelo empate para passar para a próxima fase. Santaluz precisa de uma vitória por mais de um gol de diferença para seguir em frente. Uma vitória dos luzenses por apenas um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Os atletas e comissão técnica da seleção de Santaluz reclamaram muito após o final da partida. Por pouco não se formou uma grande confusão já na entrada dos vestiários.

Remanso 1 x 0 Santaluz

REMANSO

Valtinho, Diego, Alex Buzina, Daniel, Max, Leo, Diê, Giorjan “Colômbia”, Henrique, Mamá e Rodrigo. Suplentes: Robinho, Marcelo, Edijan, Elio, Jailson, Roge, Brenner, Gú, Panga, Tiago e Dedeco.

Remanso 1 x 0 Santaluz

SANTALUZ

Whallison, Samuel, André, Marcos, João, Valdemir, Marcelo Bispo, Romário Gravatá, Marcelo Muritiba, R(???), Nivaldo, Edson, M(???), Rodrigo, Jadson, André, Fábio, Welington e Fredson.

Remanso 1 x 0 Santaluz

 

ARBITRAGEM

Árbitro: Carlos Roberto dos Santos (FBF/Senhor do Bonfim); Assistente 01: Hilton Carlos dos Santos (FBF/Senhor do Bonfim); Assistente 02: André Batista dos Santos (FBF/Senhor do Bonfim); 4º Árbitro: Jucimar Barbosa da Silva (FBF/Remanso)

Mais fotos:

Remanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 SantaluzRemanso 1 x 0 Santaluz

Os Xerente e Michel Temer

00_Coluna_do_Gogo

xerentes_e_temer

Roberto Malvezzi (Gogó)

É interessante perceber, dar ouvidos, a outros tipos de sociedade. O Xerente Romário – não me falou seu nome indígena -, um jovem índio que estava no encontro de formação da Rede Eclesial Panamazônica (REPAM), em Miracema, me dizia:

“A gente não tem espírito de acumulação. O Tocantins dava peixe prá gente. Não ia pescar, ia buscar os peixes. Agora está diferente. Nosso território não garante nossa alimentação. Temos que comprar em supermercado”.

Numa longa conversa fomos conferindo as diferenças civilizacionais entre nós brancos e os Xerente.

A sociedade deles não tem Estado. Portanto, não tem os poderes judiciário, legislativo e executivo.

Não tem propriedade privada. A terra, a água e os bens da natureza são de todos. Como não há propriedade privada, não há classes sociais, patrões e empregados, proprietários dos meios de produção e trabalhadores, muito menos desempregados.

A sociedade deles não tem bandidos. Portanto, não tem polícia. Portanto, não tem população carcerária e presídios.

Como não tem Estado, não tem arrecadação de impostos.

Eles não têm cidades. Moram em pequenas aldeias espalhadas pelos territórios, integradas à natureza. Ainda mais: “é uma estratégia para defender nosso território”.

Poderíamos ir longe nessa comparação. Marx simplesmente chamava essas sociedades de pré-capitalistas. Os capitalistas as chamam de atrasadas e entraves para o desenvolvimento.

Na verdade, elas continuam aí bem em baixo de nosso nariz e rejeitam nosso modo “branco” de viver. Estudos recentes indicam que esses “atrasados e pré-capitalistas” nos garantiram em seus territórios o pouco que nos resta de florestas, portanto água, portanto regulação do clima, portanto de biodiversidade.

Não acho que um dia a humanidade toda viverá novamente como os Xerente. Há o mundo das tecnologias, da ciência e dos poderes. Como dizia Hanna Arendt em sua obra A Condição Humana, “a humanidade não ficará confinada na Terra”. Não vai demorar muito para começarmos a colonização de outros planetas e luas do sistema solar.

Mas, em tempos de Temer Golpista, com sua PEC 241, é fantástico ver outras sociedades, em tudo diferentes de nós e muito mais humanas que a nossa.